Hoje instalei em dual-boot o Ubuntu 14.10 e o windows 8. Não tive problemas com o UEFI, nem secure boot. Não tenho certeza, mas talvez o windows não seja o que veio de fábrica.

Eu já tinha um USB com o Ubuntu 14.10, então pluguei-o e bootei o computador. F12-F12-F12-F12… A tela de seleção de boot não apareceu, mas o usb foi escolhido automaticamente.

O ubuntu bootou e selecionei instalar. Escolhi o particionamento manual, que é minha escolha usual. Normalmente faço o particionamento manual, porque não gosto quando eles criam (criavam, não sei se continuam) apenas o / e o swap. O windows estava instalado em duas partições num SSD. Selecionei a correspondente, redimensionei, criei 3 partições lógicas (/, swap, e /home), e mandei instalar. A instalação não teve problemas. Aí eu bootei e deu erro.

O primeiro erro que apareceu foi

tpm_tis: A TPM error (6) occurred attempting to read a pcr value

Que depois descobri que era proveniente do Trusted Platform Module. Depois de pouca busca, descobri que bastava entrar na BIOS e habilitar o TPM. A saber, para entrar na BIOS no Sony Vaio, desligue o computador e aperte o botão ASSIST. Habilitei o TPM, mas não sei o que ele faz na prática. No entanto, aparentemente, o computador continuou funcionando normalmente.

O segundo erro que apareceu, que já aparecia junto com o primeiro, mas que só olhei depois, foi algo na linha de

[ 9.115544] ata9: exception Emask 0x0 SAct 0xf SErr 0x0 action 0x10 frozen
[ 9.115550] ata9.00: failed command: READ FPDMA QUEUED
[ 9.115556] ata9.00: cmd 60/04:00:d4:82:85/00:00:1f:00:00/40 tag 0 ncq 2048 in
[ 9.115557] res 40/00:18:d3:82:85/00:00:1f:00:00/40 Emask 0x4 (timeout)

Após alguma busca descobri ser um erro de Native Command Queueing com SSDs. A solução [1] [2] [3] foi adicionar libata.force=noncq na configuração do grub. Para isso, resumindo a referência, boot no live, monte o / com bind pro /dev, /sys e /proc, e se tiver separado, o /boot também. Os comandos a seguir fazem isso, supondo / instalado no /dev/sda5.

$ sudo mount /dev/sda5 /mnt
$ sudo mount --bind /dev /mnt/dev
$ sudo mount --bind /sys /mnt/sys
$ sudo mount --bind /proc /mnt/proc

Daí, entre nesse sistema com

$ sudo chroot /mnt

No sistema novo, edite o arquivo /etc/default/grub, modificando a linha

GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash"

para

GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash libata.force=noncq"

e atualize o grub com

$ sudo update-grub

Saia e desmonte as partições

$ exit
$ sudo umount -R /mnt

Por fim é só reiniciar e ver se funcionou.

Agora, a parte divertida dessa instalação, que durou quase 3 horas (!) foi em algum lugar eu li, ou achei ter lido libdata no lugar de libata, e pareceu que essa solução não resolveu. E isso não é o pior, eu cheguei a buscar libdata.force=noncq, o google me corrigiu pra libata.force=noncq, e eu cheguei a ler depois o libata e achei que era outra opção.

Mas tirando isso, instalações sem problema.